Imunizante está sendo produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Chegou no final da tarde de sábado (27/02), em voo procedente da China, novo lote de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford contra a Covid-19. 

O novo lote possibilitará a produção de 12 milhões de doses de vacina, em Bio-Manguinhos/Fiocruz, em território nacional.

As doses serão distribuídas no âmbito do Programa Nacional de Imunização (PNI). O IFA embarcou em Xangai, na China, na sexta-feira (26/2) e pousou no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro por volta de 18h03 de sábado (27/2), de onde seguirá para a instituição. Esta é a maior carga de IFA que a Fiocruz recebeu até o momento.

BRASIL IMUNIZADO

No início de fevereiro, o Brasil recebeu o primeiro lote do IFA da vacina da AstraZeneca/Oxford, permitindo a produção de 2,8 milhões de doses. A previsão é de que a primeira remessa de vacinas produzidas na Fiocruz seja entregue ao PNI na segunda quinzena de março. Até junho, são esperados mais lotes de insumos vindo da China para a fabricação, em solo brasileiro, de um total de 100,4 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford.

Fonte: Ministério da Saúde e Ministério das Relações Exteriores (Contato: (61) 3315-3580 / 2351)